Infantil
Fundamental
Ensino Médio
Pré-Vestibular
Profissional

Banco de Imagens

Notícias

Artigos

Uma Mãe diferente?

06 de maio de 2011

Minha mãe sempre foi diferente de todas. Pelo menos era o que eu ouvia dos meus colegas quando relatava minhas aventuras.

Ela me deixava tomar sorvete antes do almoço, comer doces à vontade, andar descalço no frio, caminhar na chuva, assistir televisão até tarde, mesmo com prova marcada para o dia seguinte. Pensam que estou blefando? Não!Só estou enganado e ainda que as mães permitam alguns riscos, essa é minha tia.

Minha mãe é igual a maioria das mães e, apesar do amor da minha tia, minha mãe não descuidava um segundo, nem das coisas pequenas nem das grandes, mesmo que minha vontade fosse outra.

Entre tantos acontecimentos na nossa relação de mãe e filho, alguns fatos são inesquecíveis.
Quando o cansaço era demais ao levantar de manhã, de um jeito de “chefe” me tirava da cama, sem muitas explicações, minha tia não, deixava dormir, mesmo que perdesse aula. Ah! Quanto reclamar da toalha molhada sobre a cama, dos calçados esparramados pelo quarto, das roupas jogadas no guarda-roupa, da hora de tomar banho, do cabelo que não foi bem lavado; minha tia não, admirava meus erros e deslizes.

Ao surgirem as paixões, lá vinham os discursos, as negações, os defeitos, as proibições e a “vigilância” sobre os excessos; minha tia não, incentivava e deleitava ao perceber meu coração apaixonado.

E o futuro, quanto falar dele! Era inevitável em qualquer conversa falar sobre os estudos, carreira profissional e felicidade; minha tia não, torcia para que o presente fosse um presente.

Na fase adulta entendi que minha mãe sempre foi uma grande mulher, guerreira, protetora, cuidadosa, doutora em educação, formada pela “Universidade da Experiência”, que só desejava ao filho amado amenizar os obstáculos advindos do desenvolvimento humano; minha tia não, era apenas minha tia, que não tinha o compromisso de me educar, apenas de me amar.

Por tudo isso, é que tia é uma gostosura, mas MÃE é soberana e a primeira e mais importante educadora do filho.
 

Ana Maria da Silva Fortes Aguiar
Diretora Pedagógica

Adriana Maria Saura Vaz de Aguiar
Coordenadora Pedagógica

Colégio Antares/2011