Colégio Antares Nossa Maior Estrela é voce FACEBOOK TWITTER
Conheça o EF II

Introdução

A educação, por sua importância política merece destaque numa proposta de sociedade. Nesse contexto, a educação básica deve assegurar a formação do aluno, fundamentada nos pilares: aprender a conhecer; aprender a fazer; aprender a conviver; aprender a ser.
Sendo uma das etapas da educação básica, o ensino fundamental tem duração de 9 anos de escolaridade. A sua organização se estabelece em  ensino fundamental I (do 1º ao 5º ano) e ensino fundamental II (do 6º ao 9º ano ) .
No colégio Antares, o ensino fundamental tem por função o desenvolvimento da capacidade de aprender, por meio de diferentes situações de aprendizagem que favoreçam o domínio da leitura, escrita, do cálculo matemático, do conhecimento do mundo físico e natural e da realidade social, do sistema político, das artes e dos valores que fundamentam a sociedade.

Nos processos de ensino e aprendizagem, o aluno é visto como sujeito concreto, histórico, que aprende e se desenvolve a partir das experiências vividas em seu cotidiano escolar e pelas interações com seus pares, mediadas por sujeitos mais experientes, através de intervenção pedagógica. Para oportunizar a apropriação do conhecimento, três momentos são relevantes: a socialização, a individualização e a interação.  Nos anos finais do ensino fundamental, o trabalho com a oralidade, escrita, literatura, gramática e cálculo é essencial para promover o encontro com o mundo do conhecimento, num processo dialógico entre grupos, sociedade, nos seus diversos tempos e espaços.
Os conteúdos dos diferentes componentes curriculares são abordados em aulas, pesquisas, estudos do meio, projetos de trabalhos interdisciplinares, os quais são desenvolvidos por meio de ações do cotidiano escolar, como: observar, registrar, reformular, opinar, perceber, deduzir, emitir juízo, entre outras. A proposta curricular se assenta na articulação entre conceitos, procedimentos e atitudes – alicerce das práticas pedagógicas.

Sala ambiente espaço de aprendizagem

As salas-ambiente são laboratórios, nas quais os alunos encontram materiais didáticos, recursos pedagógicos específicos de cada componente curricular. Esse projeto propicia aos estudantes diferentes situações pedagógicas que favorecem o desenvolvimento de atividades importantes ao processo de aprendizagem.


Material didático

Nessa etapa da educação básica os recursos didáticos utilizados em sala de aula são escolhidos e elaborados pela equipe de professores. Nas diferentes áreas do conhecimento, os livros didáticos, obras literárias, revistas, jornais, equipamentos, tecnologias de informação são materiais que auxiliam no desenvolvimento das práticas pedagógicas.


Tutoria

 A tutoria é uma estratégia utilizada para acompanhar os alunos de maneira individualizada e em grupo. Pressupõe um acompanhamento orientador com ênfase ao desenvolvimento global do aluno. O professor tutor é responsável por coletar informações sobre a vida escolar do aluno, orientá-lo no percurso educativo e apoiar seus processos de aprendizagem, além de informar aos pais sobre o desempenho acadêmico. O trabalho nesse processo é marcado pela orientação, estruturação e estímulo ao desenvolvimento de habilidades e competências voltadas a autonomia, colaboração e respeito mútuo.


Avaliação 

A avaliação é um instrumento de reflexão sobre a prática pedagógica que pressupõe a observação sistemática do aluno de forma processual. Nesse percurso, as informações coletadas auxiliam os professores a retomarem aspectos que devem ser revistos, ajustados ou reconhecidos como adequados. O processo de avaliação que acontece de maneira contínua, cumulativa e intrínseca, se constitui como um diagnóstico permanente do cotidiano escolar. 
As ações se configuram em observação sistemática, registro das atividades e da participação nas diferentes propostas de trabalho realizadas, resultado das provas escritas e orais, simulados, seminários e projetos de pesquisa. Com início no 8º ano, o simulado, aplicado trimestralmente, é mais uma ferramenta que possibilita aos educadores análises e reflexões sobre os resultados acadêmicos e para os alunos um momento privilegiado para avaliar seus conhecimentos.

Língua inglesa

 O ensino da língua inglesa apresenta como finalidade: fornecer ao estudante a aproximação a outras culturas, além de permitir o acesso à comunicação internacional. O trabalho pedagógico é desenvolvido com ênfase nas quatro habilidades básicas da comunicação: leitura, escrita, áudio-oral, além da integração às culturas britânica e americana, principais referências da língua inglesa como língua oficial. 
As diferentes situações pedagógicas favorecem a participação dos alunos, pois a dinâmica das aulas é voltada para a prática oral. É nesse momento que as funções comunicativas e metalinguísticas da língua inglesa são trabalhadas e tornam-se significativas aos alunos. As turmas de cada classe são divididas em 2 grupos, cujo objetivo é favorecer a aprendizagem e a interação em sala de aula. A metodologia de trabalho utilizada é Learning Acquisition, por assimilação, como o de uma língua materna.


Estudos do meio

 O estudo do meio é um método utilizado para demonstrar aos alunos a estreita relação existente entre aquilo que se aprende na escola e fora dela.Essa experiência permite que o aluno aprenda a buscar informações não apenas nos livros, mas coloca-o em contato com a realidade que está sendo estudada, exigindo uma participação ativa na obtenção, seleção e interpretação dos dados coletados. 
Assim, o colégio Antares elege o estudo do meio como uma importante prática pedagógica, por contribuir na complementação dos estudos realizados em sala de aula, além de ser uma experiência que enriquece, amplia e consolida as relações entre alunos e professores.


Projeto de pesquisa: diálogo da escola com a sociedade

 O projeto de pesquisa, desenvolvido durante o ano letivo, com apresentação na Mostra Científico-cultural, tem como proposta: pesquisar e expor diferentes temáticas que afetam a vida em sociedade, decorrentes das desigualdades sociais, das descobertas, invenções, entre outros. Essa estratégia de trabalho está articulada aos diferentes conteúdos científicos e culturais presentes na organização curricular da escola. 
No desenvolvimento do trabalho, os alunos assumem responsabilidades importantes quanto à execução do projeto: escolhem o tema, defendem a ideia para uma banca de examinadores, realizam pesquisas, entrevistas e visitas, sob a orientação do professor tutor que direciona os trabalhos no decorrer do ano letivo. Os trabalhos de pesquisa têm como essência desenvolver o perfil investigador, dinamizar a sala de aula, estabelecer relações com o objeto de estudo, desenvolver capacidades de observação, liderança, reflexão, criação e os princípios colaborativos à resolução de problemas na coletividade.


Monitoria: mais saber, mais conhecer

 A monitoria, como atividade pedagógica, promove situações de estudos escolares, a partir da cooperação entre os próprios estudantes, desenvolvendo técnicas de estudo para aprimorar seu desempenho acadêmico. Nessa atividade, no contraperíodo, os alunos se inscrevem para vivenciarem situações de aprendente e ensinante, experiência que traz benefícios para ambos. Os grupos de monitoria são importantes estratégias para que os alunos avancem no processo de aprendizagem, como também possibilitam a oportunidade para os monitores compartilharem seus conhecimentos.

Orientação educacional: acompanhamento escolar eassembleia de alunos

 Nos anos finais do ensino fundamental o trabalho de orientação educacional acontece  diretamente com os alunos, ajudando-os em seu desenvolvimento pessoal, intelectual e social, em parceria com os professores, para compreender o perfil dos estudantes e agir de maneira adequada em relação a eles. No âmbito pedagógico contribui na organização e realização da proposta pedagógica. 
O acompanhamento do rendimento escolar do aluno é realizado durante todo o ano letivo, de forma contínua e sistemática. Para isso, são apresentadas análises trimestrais das notas dos alunos, a fim de refletir sobre o seu rendimento e traçar um plano de ação para recuperação de conteúdos e notas, quando necessário. 
As assembleias de alunos são momentos específicos para o diálogo, destinados a discutir/refletir a convivência e as relações interpessoais na escola. A construção desses momentos acontece nas turmas dos 6ºs a 9ºs anos com a intenção de dar direito de voz ao aluno.


Pais e escola

No colégio Antares, a parceria escola/família ocupa lugar de destaque no projeto educacional. Existem vários momentos em que a família se faz presente,  entre eles a leitura de ficha de observação do aluno (FOA), a qual apresenta o desenvolvimento cognitivo, afetivo e social do aluno.
A escola conta com uma equipe de gestão responsável pelo atendimento/orientação aos pais quanto a vida escolar de seus filhos. Eventos como festa junina, Mostra Científico-cultural, passeio ciclístico são momentos de encontro entre família e escola.